... o local onde grito sem medo, nem censuras...

09
Mar 13

Pois passaram sem eu actualizar!

 

Passo a explicar. No dia em que fiz 30 semanas tinha consulta. A noite anterior foi uma noite cheia de contracções, que continuaram pela manhã. Durante essa sessão de preparação para o parto (antes da consulta), era registar as contracções que não passavam, de 10 em 10min. Claro que relatei à enfermeira que me pôs a fazer um tocograma, que ainda registou algumas. Queixei-me de seguida à médica que decidiu fazer um toque para a ver se as mesmas estavam a ter repercussão no meu colo do útero. Pois e teve... assim que me tocou a reacção foi "esta menina tem que ficar já internada pois tem o colo permeável a 2 dedos". 

Confesso que o meu primeiro pensamento foi que me iria desmanchar a chorar... mas rapidamente pensei que não podia ser. Tudo o que eu faria, assim como as minhas reacções emocionais teriam que ser por eles. E se me "desmanchasse" certamente os iria afectar.

Foi assim que subi ao piso 1 e me explicaram todos os procedimentos. Mostraram-me as instalações, o quarto e cama onde iria ficar e trouxeram-me a roupa. O N. subiu comigo, ouviu tudo e de seguida ficou encarregado de me ir buscar alguns pertences. Não sabiamos nessa altura quanto tempo iria ficar, se ainda nasceriam nos próximos dias ou se em breve poderia regressar a casa. De qualquer forma o cenário não era agradável. Eu estava com 30 semanas e tinha dilatação. E eles não podiam nascer, pois era muito cedo.

 

Fiquei decidida a controlar-me sempre! Por eles, sim, por eles tudo.

As visitas chegaram às 14h30 com uma visivel preocupação no rosto. Eu continuava tranquila pois tinha mesmo que ser.

 

A primeira noite não boa... passei boa parte da mesma com contracções que tentei ao máximo controlar e não chamei mesmo ninguém. Claro que no dia seguinte quando contei isto ao enfermeiro "levei nas orelhas"... 

Nesse dia além do CTG (que não estava famoso) fiz também ecografia para verificar a real situação do colo do útero e porque os seres alienigenas não deram um CTG muito bom. Na eco verificou-se que eles estavam óptimos (coisa que na verdade nunca duvidei, o meu coração de mãe sempre me tranquilizou com a certeza que com eles estava tudo ok... eles estão óptimos), no entanto, a eco também confirmou o mau estado do meu colo do útero... 19mm, colo muito curto.

Ok pensei, vou passar aqui uma temporada!

De dia para dia eu sentia-me bem, CTG's perfeitos, sem alterações nos batimentos cardíacos deles e sem contracções, e eu a sentir-me sempre muito bem. Tinha autorização para me levantar apenas para ir ao WC, tomar banho ou sentar para comer, de resto o meu dia era na cama. Apesar de chato (muito chato), o meu pensamento foi sempre que valia a pena por eles. O bom humor foi sempre o meu companheiro, dizia que a maternidade era o meu chalé, e como me traziam a comida (que até podia escolher), roupa lavada todos os dias e até me faziam a cama, referia que o serviço nas minhas instalações eram muito boas! Senti-me sempre muito bem tratada e tentei afastar-me do negativismo de algumas senhoras internadas no meu quarto (como chorarem todo o tempo...). Tirando a primeira noite que foi mais dura, pois além das dores, sempre que me levantava para ir ao WC ouvia os choros dos bebés na outra ala... e só pensava que não queria que os meus nascessem já, pois era por aquilo que eu queria passar... ter os meus bebés sempre a meu lado... No entanto, todas as outras noite foram tranquilas.

Os médicos e a equipa de enfermagem estavam satisfeitos comigo pois eu mantinha-me estável.

Ao fim de uma semana internada, comecei a acreditar mesmo que ainda iria acabar a minha gravidez a casa. No dia a seguir de ter completado uma semana de internamento, ou seja com 31sem +1, fiz nova eco para avaliar novamente o meu colo do útero e como se tinha portado durante a semana de repouso. Adorei o resultado! A eco mostrava que tinha passado para 22mm! E isto eram óptimas notícias!

Os seres alienigenas também foram vistos e assim se verificou que não só estão muito bem como a crescer como devem. A mana é a mais pesada e teria à volta de 1,688kg e o magrinho (que certamente sairá ao pai) teria à volta de 1,412kg. Ques crescidos!

Com este resultado da eco, e com uma semana tão boa, nesse mesmo dia tive alta!

Claro que as ordens de repouso eram exactamente as mesmas, e ao fim de 3 dias em casa tenho mesmo cumprido à risca! E nem me custa... mais uma vez é por eles. Havia quem se preocupasse que em casa eu seria teimosa e não estaria realmente em repouso... mas na verdade, não há ninguém que os queira mais e que lhes queira o melhor do que eu!

 

Assim estamos também a terminar a semana 31, e próxima terça (no dia em que fazemos 32 semanas de gestação), teremos nova eco e eu continuo a acreditar que estará tudo ok. A consulta será passados 2 dias. 

A meta agora é chegar a Abril! Entramos em Abril a fazer 35 semanas, e a partir daí, já os autorizo a nascerem quando quiserem! Até lá, terão que se manter aqui no duplex que eu aguento as dores na anca de estar deitada!

 

Daqui a uns dias, já actualizo o estado deles e o que têm evoluído!

publicado por Ovelha Negra às 10:34

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15

17
20
22
23

24
25
28
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO