... o local onde grito sem medo, nem censuras...

02
Jul 09

Este texto é exclusivamente e totalmente dedicado ao anjo da minha vida.

Espero que todos vós tenham a  sorte de ter alguém na vida como ela.

Os caminhos cruzaram-se num movimento exemplar, naquilo a que chamo um modo de vida! Não houve uma afinidade inicial, mas a vida é assim mesmo,  destas coisas, e nós crescemos,  tornámo-nos maduras e há coisas que passam a fazer outro sentido. Somos pessoas diferentes, com gostos comuns que nos uniram. Tornou-se em alguém com uma importância tal que arrisco dizer e com muita certeza para o resto da vida. E estas coisas têm um sabor especial, um gostinho que nos faz sentir bem.

Momentos que se tornam únicos, associados a recordações doces.

Este meu anjo, a quem recorro tanto, tem passado os seus 28 anos de vida num dilema, anda numa procura frenética da sua identidade, de uma felicidade qualquer que ela própria não vê que já atingiu. O seu estado de espiríto está, sem perceber que no fundo, apesar das alterações que procura na sua vida já atingiu. Meu anjo, já percebi, tal como deves ter percebido, a vida altera-se a cada minuto que passa, e cada minuto que passa vale mais a pena que o anterior .

Falo de alguém super especial, alguém que defino realmente como boa pessoa. Alguém que aprendi a amar acima de tudo, porque acima de tudo ela é fenomenal.

Meu anjo, apesar de sermos mais que diferentes, apesar de termos perspectivas de vida e a vermos com olhos tão diferentes eu te amo! Mais do que se pode amar alguém. Um amor especial, daqueles puros, sem maldade e mesmo sem obscenidade. Um amor daquele que toda a gente devia vivenciar e guardar para sempre.

publicado por Ovelha Negra às 16:02

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO