... o local onde grito sem medo, nem censuras...

25
Fev 10

... e em jeito de quem parece adivinhar quando me tirar do sério, abraça-me e pede-me por favor para comemorarmos o dia!

Oh céus, mas que mal fiz eu para isto?!

Simplesmente não quero, faz-me lembrar coisas dolorosas, coisas nas quais não gosto de pensar, pois gosto de sentir que passaram.

Hoje não tenho as mágoas que tinha, nem a raiva que tinha pelos acontecimentos e pelas pessoas envolvidas. Hoje há uma certa serenidade que me acompanha, e que me mostra que afinal a vida e as pessoas podem ser melhores.

Por isso meu querido, por isso tontiço (sim, sim, isso não existe), deixa-me aqui no canto e não me peças para dar valor a algo que eu sei que não tem.

E não me repitas com esse olhar a entrar no meu que foi o beijo que te fez apaixonar por mim, não me envolvas nos teus braços e me repitas vezes sem conta que querias tanto estar comigo, que por isso te custaram outros momentos. Não me peças mais vezes desculpa pelas tuas incorrectas atitudes posteriores. Simplesmente deixa o dia passar como mais um! Vá lá, porque sempre que me pedes que o comemore, eu me lembro mais e mais da mentira, do engano...

publicado por Ovelha Negra às 22:15
sinto-me: repetitiva

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
17
20

22
26

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO