... o local onde grito sem medo, nem censuras...

29
Jan 09

Tenho que passar para aqui o ridiculo de uma situação que ocorreu na terça-feira! Só para que se perceba que há pessoas verdadeiramente desiquilibradas, e pior que tudo, verdadeiramente más!

Na terça-feira passada, fui até ao meu antigo local de trabalho (de onde há 2 meses fui convidada a sair, parece que a criatura que neste momento lá está tem problemas com opiniões que não coincidam com as dela.... coitada... termo certo, coitada!), bem, continuando, lá fui eu mais o meu mano, encontrarmo-nos à porta da escola a convite dos pais (sim, a criança fazia anos, e parece que há pais mais atentos que percebem o trabalho que fazíamos com eles!). Quando lá chegámos, oferecemo-nos para subir, para ajudar a ir buscar os miúdos que iam para a festa, qual não é o nosso espanto, quando o sr porteiro nos informa que não nos poderia deixar entrar, pois tinha ordens especificas oara nos proibir a entrada (vejam se percebem, alguém- já lá chegamos a quem- disse ao sr porteiro após a nossa última visita, que não nos poderia voltar a autorizar a entrada).

Não sei se estou a ser clara que aquele era o nosso local de trabalho até há 2 meses antes!

Ora, o filme que se passou de seguida foi espectacular, eram os miúdos todos pregados na janela a dizerem-nos adeus (porque não nos deixavam entrar!) e os pais dos miúdos a informarem o sr porteiro e a direcção da escola que tinhamos autorização para entrar, pois estávamos autorizados a ir buscar o seu filho.

Resultado disto tudo, a mãe da criança mandou de volta o filho para o ATL, dizendo-lhe que nós (eu e o meu ano portanto) já lá iriamos, e pudemos entrar assim que uma das professoras do concelho executivo informou o sr porteiro que nós estávamos autorizados.

Claro, que eu que nem tencionava entrar, aí senti-me pisada nos calos, e toca de entrar e subir aquele ATL que é gerido por quem não sabe e não quer ver, com uma total desiquilibrada à frente, que deve ter o rabo mt pesado para o levantar da cadeira! Impressionante não é?

Claro que quando subimos para o ir buscar já fomos com a nossa cara "és filha da puta mas não consegues mais que eu", e lá foi ela levar nas orelhas da prof.

O melhor foi saber que depois fez aquele ar de cachorrinho mal morto que tão bem ela sabe fazer para dar a volta às pessoas, e disse que não fazia ideia que estávamos autorizados a levar a criança. Claro que sabia, aquela mulher é uma mentirosa nata!

Mas a questão aqui nem é esta! A questão é o porquê desta fantochada toda, e desta proibição.

Recordo que foi a 3ª vx que lá estive, e 2 delas foi a pedido dos pais das crianças!

Isto (e falando agora psicologicamente) revela a falta de auto-estima que aquela criatura tem. Convenhamos que alguém que está bem consigo, não sente a necessidade de afastar (através de formas bastante ridiculas) os medos que a consomem! E na realidade isto só acontece principalmente pela má rés que ela é, porque se fosse boa pessoa certamente tinha gente à volta dela... que não tem! (isso e falta de sexo!), ceus, não me admira que haja outras procuras fora daquele casamento!!!!

Minha senhora, você é alguém abolutamente horrivel, e na realidade, toda a gente vai percebendo isso, e por isso mesmo... não há ninguém, mas ninguém à sua volta!

Por isso é que é tão infeliz, mas olhe, na realidade você não tem ninguém porque é um cancro, e a sua maldade é contagiosa, não admira o afastamento. Como vê, não funciona passar a vida a dizer que tudo o que de mau acontece é da responsabilidade dos outros, pois quem não presta e quem falha (em tudo na sua vida como vai constatando) é mesmo você! Ou admira-se do casamento falhado, dos problemas com os filhos, com a falta de amigos, com os empregos incertos e até mesmo com a familia desmoronada?

Pois é... coitada...

publicado por Ovelha Negra às 17:28
sinto-me: incrédula

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO