... o local onde grito sem medo, nem censuras...

14
Jan 09

 


9/Jun 16:11
 
Deixem-me contar-vos um dia!
Houve um dia que cheguei a casa tarde. Um dia de rotina normal na altura. Eram cerca das 2h da manhã, estava cansada e o meu corpo pedia a cama. Vinha no caminho a pensar como um colo me saberia bem, como os braços à minha volta seriam tão doces.
E cheguei, ainda antes da luz se acender percebi que tinha lá estado, e a luz acende... uma rosa vermelha com um cartão esperava-me à entrada!
Derreti-me logo! Ele tinha lá passado, e porque? Não sei, seria um dia banal, igual a tantos outros, ou seria dia 14 de Fevereiro? Dia institucional para o chamado dia dos namorados, mas então e visto este rotulo, porquê a rosa?
E peguei em ambas as coisas, li o cartão enquanto o sorriso rasgou-se na minha cara e não mais saiu!
Entrei, a magicar logo que msg iria servir de resposta àquele gesto que eu tinha amado!
Mas, surpresa! Mais surpresas, mais cartões, mais recados!
E no seguimento das setas pelo chão espalhadas, na direcção de uma taça de morangos e um prato de gambas, a melhor... a presença em espera enquanto falava sozinha pela casa a deliciar-me com tudo!
O doce do sundae preparado a rigor, a prova de que foi algo pensado e não aleatório ou do momento, planeado portanto...
O fim perfeito! Eu e ele, enrolados e perdidos um no outro no meio de beijos e abraços, no meio de nós enquanto corpos e seres, no meio do nosso amor, em prova que as coisas doces fazem-nos bem!
publicado por Ovelha Negra às 21:54

 


3/Jun 9:30
 
É quando te vejo e te sinto que a dúvida se instala...
Os teus cenários nem sempre correspondem aos meus, as telas pintadas nem sempre são com as mesmas cores...
Deixa-me gritar-te o que quero dizer, deixa-me perder o folego nalgo que já não sei se acredito, deixa-me perder neste mundo sem me agarrar mesmo a sério...
Estas coisas estão, definitivamente a virar do avesso o meu ser.
Deixa-me ser eu por inteiro, deixa-me voltar à paciência extrema, deixa-me voltar a deliciar-me, sim, deixa-me gostar bué de ti! Mas corresponde-me... corresponde-me com tudo...
Pede-me para esperar, pede-me para te ouvir, pede-me para... para um mimo... mas corresponde-me...
Sê o que tiveres que ser ao meu lado, rotula ou não o que sentes e o que queres, crê ou não, faz ou não, mostra ou não o formigueiro na barriga em combinação com esse olhar meigo e o sorriso sincero, sinónimos do "como te quero"...
Estou, estou aqui, estou a tempo, estou por inteiro, estou para ti!
publicado por Ovelha Negra às 21:54

 


26/Mai 18:20
 
A minha viagem já se iniciou!
No fundo os bilhetes não estão comprados, as cidades mal escolhidas, mas na verdade a data marcada e a certeza da partida!
A minha/nossa viagem será uma viragem na minha vida!
Três semanas longe do mundo real, no fundo mais real e mais sentido que qualquer outro. Três semanas de loucura, de aventura, de partilha, de "oh jack, jack", de plantas alucinogénicas daquelas que fazem rir.
Três semanas de alimentação da alma, de decisões, de marcações!
Para que não haja dúvidas, sim vou vir diferente, vou vir outra! Com outros objectivos, com outros investimentos, deixando pedaços de mim nos recôndidos da memória. Entendes?
Vou colocar incertezas e dúvidas de parte, e vou agarrar com cada pedaço de mim e da minha força o que me mostrar que vale a pena.
A minha partida, o dia que já tem data marcada será o adeus a muitas indecisões! Vou com determinações e volto com certezas.
E mais importante, vou para longe, sem certeza se volto, sem deixar ninguém à minha espera, sabendo que já eu esperei, por isso ficará naquela estação de comboio o ponto final mais definido que sempre!
No fundo tudo tem um prazo de validade, não é só o leite, daí, a minha partida provavelmente será eterna!
publicado por Ovelha Negra às 21:54

 

21/Mai 10:22
 
Olhar para ti... e deliciar-me!
O cruzar de olhares e ficar presa, olhar-te no fundo e ler-te o que me estás a dizer.
Uma brincadeira com uma tangerina (não, não, clementina!) na procura de um beijo resultado de um mimo, um mimo...
Entrelaçar as mãos num gosto-te profundo, deslizar por ti, por mim num desejo-te sincero.
Um beijo apaixonado no quero-te, só a ti, no és meu/minha, no "isto" é amor, e é tão nosso!
Uma construção a dois do sim quero-te cada vez mais, no és tu!
Um desejo tão íntimo de "entrar no teu abrigo"!
Uma verdade de sim, és amor profundo, desejo incontrolável, do sim, não é abalavel.
Um amor sujeito a inveja (coisa feia essa!), que nem faz mal, é a melhor parte de saber sincero que não foste/és usada, do estou aqui e estou para ti e dispenso quem não souber lidar com o não és nada!
És parte indiscutivel do meu ser, do meu desejo.
Acima de tudo, és o meu amigo... que sei estar sempre presente, mesmo se houver o adeus aos carinhos.
Foi/é uma construção saudável.
Por isso enquanto te ler no olhar, enquanto ficares preso em mim, numa demontração óbvia do te quero, enquanto me beijares apaixonadamente enquanto fazes amor comigo, enquanto me deres a mão na rua, enquanto não tiveres problemas de dizer a quem quer que seja que estás apaixonado, continuamos esta história, como a dos contos, em que sou a princesa que vou sendo acordada e tu o príncipe no cavalo branco (ou no bruta carro!). Enquanto fores o Miguel da minha vida, enquanto fizeres questão de dizer que o és eu estou aqui para me dedicar!
E à parte da chuva miudinha que se sacode facilmente dos ombros, que rapidamente seca, estamos os dois, mais um para o outro do que muita gente algum dia tenha sentido de ti. Junto-me ao elenco de quem ouviu e teve o melhor de ti!
Não falta nada meu querido! A resposta à tua pergunta está aqui!
publicado por Ovelha Negra às 21:53

 

14/Mai 14:02
 
A quantidade de coisas que tenho descoberto ultimamente...
Sabes, queria-te dizer tudo, tudo! A ti, e a ti, e a ti! E espero que os ti's saibam quem são, mas provavelmente estão longe da minha necessidade de lhes dizer o que me vai no peito!
A ti quero dizer que te amo, que ainda não sei o que espero de ti, o que esperar. Queria dizer-te que o mais certo é já nem esperar! Ninguém espera por ninguém certo? E se calhar vou caminhando a teu lado, mas sem perceberes que o meu trilho já é outro, longe do teu... cada vez mais... nem percebes que quando finalmente deixares de sentir que não sabes tomar decisões e decidires... será tarde. Teremos uma bonita, feliz e saudável recordação do nós, mas vai doer o ponto final que não vês que se está a delinear por isto ser assim...
A ti queria dizer-te que és espantosa! À parte dos mal-entendidos, das conversas intermédias e nunca directas, das suposições do ser uma da outra, das atitudes menos correctas de parte a parte... na verdade és incrivel! As dores fazem parte da vida é certo, mas caramba, tinha mesmo que doer tanto? Como eu compreendo, como uma que espero que nunca sintas, e não vais sentir, nesse campo como em todos os outros serás feliz, sem dúvida! E adorava poder convidar-te lá a casa, ter uma conversa sincera e aberta de uma série de chatices que já têm uns anos e que permitiu os nossos enganos!
A ti, a ti, a ti e a ti, queria dizer que são espantosos! Que não fazem apenas parte da minha vida, mas do meu ser! Que são parte indiscutivel de mim, e que bom é poder sentir-vos sempre!
E a ti, és uma pega! E pega posso! Ai dor de cotovelo ou seja lá o que for!!! Porque o que não nos destrói torna-nos mais fortes! Desgraçadinhos das segundas hipóteses!
Meus amores especiais, vos amo!
publicado por Ovelha Negra às 21:52

 

8/Mai 12:40
 
 
 
Somos leigos na vida!
Cada um de nós passa por dores incriveis, mas na realidade todos nós passamos na vida por coisas estrondosas! Peças maravilhosas que nos deixam felizes!
Normalmente a dor vem com essas perdas, porque não percebemos o fim, o porquê da não continuação. Na realidade não nos sabemos despedir, porque não somos capazes de filtrar que o que se passou de bom fez-nos crescer! Que a nossa vida pode se alterar, mas é o que é por tudo o que já vivemos.
Cada um de nós tem fotografias maravilhosas de pedaços lindos na nossa vida!
publicado por Ovelha Negra às 21:52

 

29/Abr 22:48
 
Antes de mais que se chame Miguel!
Que seja engenheiro!
Que me diga tantas vezes que me ama até enjoar!
Que me mande pelo menos um five crush por dia!
Que faça comentários super amorosos para afuguentar os outros!
Que tenha um hi5 cheio de fotos nossas!
Que me faça surpresas de me virem as lágrimas aos olhos!
Que organize de vez em quando fins-de-semana românticos em que a ordem do dia será amar!
Que me diga: "vais ser a mãe dos meus filhos!"
Que me mostre que sou importante!
Que saiba cozinhar!
Que me beije sempre apaixonadamente!
Que faça sempre amor comigo, mesmo que por trás e à bruta!
Dispenso o cavalo branco e pode vir num bruta carro!
publicado por Ovelha Negra às 21:51

29/Abr 9:55

 

Tenho saudadeds de um passeio! Agarrar nas trouxas, num carro com conhecidos que não se conheçam assim tão bem, e passar um fim de semana num sitio escondido. Preciso depressa de um momento a sós com alguém que ame, de me deitar num local paradisiaco e simplesmente admirar essa beleza. Faz-me falta o tempo que quero... As coisas mais certas são sempre as que passamos para segundo plano, achamos que podemos sempre deixar para depois, teremos tempo... mas às vezes não há esse tempo! Por isso bora? Vamo-nos enfiar no carro e ir nem sabemos para onde! Isto seria tão delicioso de acontecer... Fazia-nos bem a todos, certo? Faz-me falta...

publicado por Ovelha Negra às 21:50

 

24/Abr 12:03
 
Uma nova fase!
A partir de hoje, como o ínicio, como se o teu sorriso me tivesse enfeitiçado hoje!
Como se o teu olhar me penetrasse agora, me entrasse até ao mais íntimo.
Como se não houvesse ontem!
Como se não houvessem nem pedras nem fantasmas no caminho!
Não existem mesmo... são parte temporal que nem lembro. São conversas que tiveram o "the end".
Leio-te no olhar, no toque suave das tuas mãos no meu corpo, nos teus lábios a tocarem em mim... o mais sincero do "eu amo-te"...
Esta é "tal" história que todos esperamos na vida...
E sim, a isto se chama amor, porque sim é uma construção a dois... e isto está muito longe do entendimento dos não retribuídos... por isso te entendo... me entendes... por isto a intimidade do te quero e não do me apetece...
São as provas que surgem desnecessárias.
És especial!
Te amo meu doce!
publicado por Ovelha Negra às 21:49

 

16/Abr 13:40
 
Parte de mim ruiu completamente ontem...
Aquilo que achei ser diferente, aquilo que achei ter importância desabou por cima de mim sem dó nem piedade.
Caí... passei a fase do desespero, do choro no chão, do descontrolo, dos berros, do simplesmente não quero mais.
A fase do sai, deixa-me aqui tivesses pensado nisso.
A fase do acalmo-me e te ouço, a fase do será que é verdade o que me estás a dizer? E se é porque é que a história não coincide?...
Não, não vais ter com ninguém, mas vai, vai-te embora.
A fase de eu sei que agora tens medo... a fase de, sim eu sei que não sabes tomar decisões, a fase do... nem sei o que hei-de fazer...
E hoje a minha decisão é a de seguir em frente, chorar as vezes todas que sentir necessidade... enrolar-me de novo no meu canto e deixar-me estar... hoje já não te quero, desejo-te, mas dispenso-te...
Não sei até que ponto isto poderá ser apenas uma má recordação...
publicado por Ovelha Negra às 21:48

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO