... o local onde grito sem medo, nem censuras...

14
Jan 09

 

7/Abr 13:39
 
Houve um dia que ganhei um prémio!
O meu maior tesouro, o meu maior desejo de muitos anos.
A minha ambição, uma parte do meu objectivo de vida!
Houve um dia que não foi o dia certo. A altura indicada, a peça de teatro estava a ser servida pelas personagens erradas.
Houve um dia que o meu chão tremeu. Houve um dia em que o meu ser desequilibrou.
O meu maior desejo, o meu sonho, o meu tesouro, o meu anjo estavam temporalmente errados.
Houve um dia em que a música não era a correcta, não era afinada...
Houve um dia que deixei de sonhar, que perdi esse meu objectivo e aí percebi porque tinha o meu mundo ruído...
Houve um dia que voltei a desejar, que acreditei, que te posso voltar a ter. Voltarás para mim, serás tu na mesma. Serás tu com quem ainda conversei longas horas. A quem chorei agarrada por não saber se te iria ver.
Serás tu, o mesmo. Em mim.
E hoje desejo-te, mais que tudo, e virás novamente para o meu ventre, na altura certa, agora com as personagens correctas. Agora sim, escreveremos o guião a que queremos assistir.
E hoje, amo-te mais que no dia em que soube de ti.
E te espero... serei tua.. serás meu...
publicado por Ovelha Negra às 21:47

Hoje foi o dia que decidi finalmente criar um espaço onde pudesse escrever, escrever, escrever!

Por norma pensamento soltos, ideias escondidas que para não gritar preciso partilhar.

Os próximos posts serão partes de mim escritas outrora, que julgo que se encaixam neste espaço. No fundo, tudo isto não são mais do que pedaços de mim!

 

publicado por Ovelha Negra às 21:44
sinto-me: Triste, mas...

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO