... o local onde grito sem medo, nem censuras...

03
Abr 10

Hoje fiz uma óptima compra!

 

Andava eu aqui pelos "Algarves", a passear ao sol, numa necessidade óbvia de fotossíntese, quando vi o anúncio da loja.

Eu a modos que desinibida e pouco tímida não sou muito. Gosto de sexo, gosto de muiro, gosto de experimentar coisas novas, gosto de ser nasty e wild, mas na cama eu deixo muito a desejar por culpa da vergonha!

Pois é, sou assim, muito de boca (também nesse sentido transporcado), mas quando é bom de mostrar as vontades encolho-me um bocado.

No entanto, e após aquela experiência fenomenal em Amesterdão, em que eu e ele muito influenciados pelo álcool e pela erva que lá se fuma, decidimos ir às meninas. A dois, uma experiência absoluta e plena a dois!

Bem, não me vou alongar mais aqui neste episódio, julgo que já escrevi sobre ele, e se não o fiz, farei em breve.

A senhora Katalina apresentou-(nos)me um brinquedo fantástico!

O coelho!

Meninas é qualquer coisa!

Não me vou alongar também na descrição do entretêm, até porque vou procurar uma foto para poder ilustrar o que digo!

Vi o brinquedo na dita loja, voltou aquela vontade louca de o ter, e deixo-o lá.

No caminho da marina, onde íamos calmamente comer um crepe, comecei a trocar mensagens com ele, a pedir-lhe autorização para comprar a brincadeira com o dinheiro da nossa conta, afinal era um divertimento para os dois. Depois de muitas mensagens, lá me autorização com uma (2 na verdade) condições: que só o usasse com ele e que o usasse para ele ver.

Bem, acabei por aceitar, tal não era a vontade de regressar a casa com mais um sex-toy.

Agora estou super contente, tenho um brinquedo que amanhã vou levar para casa, e com uma vontade louca de o experimentar. Enquanto trocava mensagens com ele, o nível de excitação crescia... compreensível certo?

 

 

 

 

Pronto e é a isto que me refiro, o resto imaginem!

Tão dirty que hoje estou!

 

 

 

publicado por Ovelha Negra às 22:25
sinto-me: excitada
tags: ,

Esqueci-me aqui de postar o famoso pedido!

Não um pedido de casamento, não sei, nem me interessa muito se esse surge. Tenho uma opinião bem formada do que é o casamento, e opinião essa que se tem vindo a formar à medida que venhoa  crescer. Claro que estas coisas mudam com as experiências de vida que vamos tendo, e são essas que nos vamos moldando, por isso já passei pela fase da festa da princesa, para o não querer absolutamente nada, para o se calhar faz sentido por uma série de razões logísticas e não só. Mas estas opiniões vão-se transformando e modificando, por isso pode ser que ainda altere a minha visão.

 

No entanto este post não é dedicado a este tema, mas a outro, a outro pedido.

Na semana passada fui pedida em namoro!

Não estão a perceber a não pertinência deste pedido! Para que percebamos do que se trata, nós vivemos juntos há ano e meio, mais 1 ano de uma suposta relação, mais uns meses de partilha com outras. Enfim, na verdade a nossa história já passa os 3 anos, se bem que nem sempre de exclusividade, no entanto, leram a parte em que escrevi que vivemos juntos há ano e meio?

Nunca o tratei como meu namorado, no inicio por imposição dele, e depois na verdade acabei por me habituar a este estilo de vida sem rótulos (palavra dele que passeia  usar como minha!). Quando decidimos viver juntos, colocou-se-me outro dilema, ora se viviamos juntos, não éramos namorados, mas também não éramos casados, o que seríamos? Passei a assumir para quem quisesse ouvir que era o senhor que mora lá em casa! Adoro por amor deste termo, porque também tem graça e porque no fundo é a verdade! Muitas vezes ainda me refiro ao N como o meu amigo, e é assim que o apresento muitas vezes. Coisa que o tem irritado por demais, mas não é por mal, é por ser a mais pura das verdades. E se foi ele que não quis o rótulo namorado, estão a imaginar a minha cara quando me pede vezes repetidas em namoro! Vezes e vezes sem conta, enquanto eu ía perguntando o porque e onde estava a razão de tal pedido que não me estava a fazer qualquer sentido!

Começou-me a repetir que estava a falar muito a sério, e que queria que eu o levasse dessa forma!

Acabou por me responder à razão, dizendo que queria ser meu namorado porque me amava, e porque queria ficar comigo para sempre, que sabia ser isso o que queria.

O que é que não funciona em condições neste rapaz? Então leva este tempo todo para perceber isto e decide já fora de tempo o pedido de namoro?

E é esta a vida que me vou propondo na verdade, sem me fazer sentido nenhum este dito namoro. Gostava muito mais quando íamos passear os dois e eu dizia que íamos "amizar", termo que ele nunca gostou, mas afinal que fazem dois amigos? Agora bate o pé que nem criança a dizer que vamos namorar, NAMORAR V., diz ele, NAMORAR, porque agora somos namorados!

 

 

 

publicado por Ovelha Negra às 13:31
tags:

Sem dúvida!

E estes dias , sem horas para levantar, para deitar, para fazer o que quer que sej, são a prova viva disso!

Eu precisava simplesmente de descansar!

Ficar no sofá, sem horários, na esplanada a receber o sol na pele.

Fotossíntese minha gente, eu precisava de fotossíntese!

E quem bem que me está a fazer, longe de tudo e todos, longe das responsabilidades, longe das obrigações!

Recuso-me nestes dias a olhar e pensr sequer em trabalho! Ai que saudades dos meus tempos de estudante e só esstudar,em que existiam montes de dias de férias pelo ano adentro! É que estudar e apenas e só estudar, não se compara com o cansasso que um trabalho provoca. Mas enfim, dizem as sabedorias populares, que quem corre por gosto não cansa, mas isso é mais uma balela que as nossas avós contavam! Trabalho com o maior dos prazeres, mas já estava cansada, a precisar de uns dias sem olhar para as psicologias!

 

Entretanto, e como eu sou um carrocel de emoções e de humores, estou novamente em fase mais ou menos!

Quando acho que pusémos os pontos nos i's, lá vem mais uma qualquer discussão, que confesso que me começam a chatear por demais! mas enfim, havemos de resolver estas pequenas questões. E faz sempre bem estar uns dias fora para acalmar os ânimos!

 

Ontem fui visitar a minha amiga S e o seu rebento A. Que miúda cada vez mais linda. Se eu não estivesse tão certa do que quero da vida, deixava-me levar pela beleza doce daquela criança e decidia ter um filho. Se bem que estas decisões não se tomam sozinha, mas quando eu quero quero!!!!

 

Agora vou é tratar de aproveitar estes dias de descanso. A ver se hoje me dedico ao álcool! lol

Que saudades de saídas sem compromissos!

 

 

 

 

publicado por Ovelha Negra às 13:13
tags:

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
14
16
17

18
19
20
21
23

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO