... o local onde grito sem medo, nem censuras...

17
Ago 10

... que eu mando muito, mas mesmo muito mais que o meu corpo!

E com isto tenho tudo dito!

 

 

publicado por Ovelha Negra às 23:42
sinto-me: com força

E a razão pela qual não fazes tudo o que te apetece, quando te apetece, é que por vezes esses apetites dependem também de outra pessoa.

Lixado não é? Querer muito algo e não poder ter/fazer!

 

Tenho que reponderar muitas coisas está visto.

publicado por Ovelha Negra às 14:22
sinto-me: em dúvida

Hoje docemente antes de saires deste-me mimos. Ainda dormia, enrolada em mim como sempre. Já não tinha o teu corpo para me apoiar, o teu tronco para abraçar, os teus pés para dar aos meus.

Enquanto te despachavas para ires trabalhar, eu aproveitar mais um tempo na cama. Eu posso.

Depois, mesmo antes de saires vieste despedir-te. E deste-me um beijo leve no canto da boca. E eu mantive-me ali, de olhos fechados, embalada naquela sensação maravilhosa. Deixe-me levar por mais um, e mais um beijo, e outro...

E senti-me absolutamente mimada.

O toque leve dos teus lábios no meu rosto, a ttua respiração mesmo no meu ouvido... foi doce...

E assim me amas-te, com este gesto tão simples.

publicado por Ovelha Negra às 12:29
sinto-me: amada

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
18
21

22
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO