... o local onde grito sem medo, nem censuras...

08
Fev 11

Certamente é conhecida, e na minha vida, já dei conta de uma série de acontecimentos que por segundos poderiam ter tornado a minha vida totalmente diferente.
Fez dia 4 deste mês 4 anos que me encontrava num estado tão grande de desespero, que só queria um ombro para chorar. Toda eu era um farrapo, as lágrimas escorriam sem parar na minha cara, e eu simplesmente precisava de um chão debaixo dos meus pés que teimava em fugir.

Nessa tarde, sentada no carro a chorar compulsivamente, corri a minha lista telefónica do telemóvel na esperança que alguém respondesse "sim" à minha mensagem de irem beber um café comigo naquele momento. Entre as não respostas na hora, e as só para a noite cheguei ao N. E no N, alguém me respondeu, e disse que ía imediatamente ter comigo.

Eu nas mensagens que enviei não revelei o meu desespero, limitei-me a convidar as pessoas. E ele acabou por responder e foi logo.

Esse foi o primeiro dia, e se quiser usar um cliché, do resto da minha vida!

A partir daí tudo mudou. Passou a haver uma ligação, não imediata, éramos apenas amigos, e foi um dos amigos a quem desabafei o que se passava comigo.

Este ínicio teve o seu tempo para decorrer.

Não voltou a estar afastado de mim, todos os dias me perguntava como estava.

Ele andava entretido com outra pessoa, e eu andava "entretida" com a minha dor.

Disse-lhe que dia 12 iria resolver o assunto (achava eu) e no dia em que regressei a primeira pessoa com quem fui ter foi com ele. E porquê? Porque sim! Porque era o meu amigo palhaço com quem eu me ria, e eu precisava muito de rir!

Isso foi a dia 17. A partir daí... bem, a teoria do caus!

Hoje, 4 anos passados, com imensas pedras pelo caminho, com coisas que nem sempre correram bem, hoje estamos juntos numa família. E isto é o melhor, porque todos os nossos projectos são a dois. Porque era com isto que eu um dia sonhava, com este tipo de relação.

E pelos visto, no dia 4 de Fevereiro de 2007, uma borboleta bateu as asas no outro lado do mundo, e fez com que apenas ele me respondesse no imediato, porque se assim não fosse, hoje garantidamente não estávamos juntos!

publicado por Ovelha Negra às 21:03

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO