... o local onde grito sem medo, nem censuras...

19
Mar 13

Eu: querido, devíamos conversar acerca do pediatra para as crianças.

Ele: odeio falar sobre essas coisas antes deles nascerem!

 

 

Noutro dia...

 

Eu: N, precisamos de começar a ver creches. Depois acabam as vagas!

Ele: Epa, não queria mesmo nada fazer isso... tratar dessas cenas antes de nascerem...

 

 

E uns dias depois...

 

post no FB: uma foto com 2 boletins de sócio do benfica.

 

Mas eu mereço isto?

publicado por Ovelha Negra às 23:06

Sou assumidamente menina do papá. Enganem-se se andamos sempre aos beijinhos ou se ainda me dá colinho. Nada disso!

Ainda me lembro dos miminhos do papá e não sei porque ficaram pelo caminho, mas isso não quer dizer nadinha!

O meu pai é o maior! E ponto final!

Não passo a vida a dizer que o adoro nem ele a mim. Mas continua a ser um grande pai!

E hoje, deixando-nos de tretas enviei-lhe apenas uma mensagem!

 

"Olha deixa-te de mariquices com o dia o dia do pai que isso não acaba hoje! Lamento informar-te mas amanhã continuas a ser pai e no dia a seguir também e a seguir também e depois também e a seguir ainda continuas a ser! Lamento mas a brincadeira só termina quando finares! E isso agora não pode ser tão cedo que agora não tenho tempo! Feliz dia do pai"

 

E é isto.

 

 

Em relação ao dad to be cá de casa. Não se considera ainda pai... acha que só o será quando efectivamente nascerem. Não é de mexer na barriga nem falar com eles. Não quis fazer-lhe prenda nenhuma nem desejar-lhe feliz dia do pai, pois sei que não gostaria. No entanto, tenho uma oferta. Um momento de relaxamento porque merece! Por tudo o que tem feito cá em casa, tudo o que tem feito por mim e para o meu conforto. E isto tudo, porque vai ser pai!

Por isso claro que terá um mimo, um mimo para poder ir relaxar longe de obras, tintas, papéis de parede ou tabuleiros de comida para a mulher.

Vais ser um excelente pai!

publicado por Ovelha Negra às 22:54

49? 49? Xiça, está quase!

Devem ter chegado ao marco de 2 quilos e medem por volta de 44 centímetros.

 

É possível que se sinta dor ou mesmo dormência nos dedos da mão, pulsos e mãos. Em muitas mulheres grávidas, os seus sintomas revelam-se normalmente à noite ou ao acordar de manhã. À semelhança de muitos outros tecidos do corpo, os tecidos do pulso podem inchar, podendo assim aumentar a pressão sobre o túnel cárpico, um canal ósseo no pulso. Os nervos que percorrem este “túnel” acabam por ficar comprimidos, criando a sensação de dormência, picadas, pontadas e ardor, ou então uma sensação de entorpecimento. Confesso que não tenho sentido nada disto. 

 

Os pés e mãos poderão começar a inchar, principalmente no fim do dia. A retenção de líquidos, também chamada de edema, costuma piorar nos dias quentes (fixe, estamos em Março). O surpreendente é que beber bastante líquido na verdade ajuda a amenizar o inchaço. O corpo (em especial os rins) e os bebés precisam de muito líquido, portanto beber bastante água!

Se o inchaço vier muito de repente, porém, nas mãos ou no rosto, é imperativo procurar o médico (pode ser um sinal de pré-eclâmpsia, uma perigosa elevação da pressão arterial à qual estão sujeitas as gestantes, às vezes até aquelas que sempre tiveram pressão baixa. Trata-se na verdade de uma falha generalizada dos orgãos vitais da mãe, em que normalmente a única solução é o parto! A minha tensão continua óptima!

Mas hoje dei conta que estava mais inchada. Tive inclusivé que tirar a aliança. É aguentar, afinal também estamos na recta final!

 

Muitos médicos recomendam massagens perineais (a zona em redor da vagina) para ajudar a evitar rasgões durante o parto. Nem toda a gente se sente confortável a fazer esta massagem, e não é garantido que ajude em todos os casos, mas, se quiser tentar, é agora a altura de começar. Jé devia na verdade ter iniciado... mas vou confessar que com a obrigação de abstinência sexual não quero cá provocações que me causem "fominha"...

No entanto, como se faz: 

 

  • lavar as mãos e depois sentar num local quente e confortável, afastando as pernas numa posição semi-reclinada. Aplique nos dedos e nos polegares algum tipo de óleo, bem como em redor do períneo;
  • introduzir os polegares cerca de 2,5 cm a 3,5 cm no interior da vagina (até ou um pouco após a articulação da falange). Ao mesmo tempo, comprimir para baixo, em direcção ao recto, e para fora, em direcção aos lados. Suave e firmemente, continue a esticar até sentir um ligeiro ardor ou pontada. Mantenha este estiramento durante cerca de 2 minutos — até o incómodo começar a desaparecer;
  • massajar lenta e suavemente a parte inferior do canal vaginal, para a frente e para trás, cruzando os polegares nos lados do canal vaginal e puxando suavemente estes tecidos para a frente, do mesmo modo que fará a cabeça do bebé durante o parto. Mantenha esta pressão durante cerca de 3 a 4 minutos;
  • proceder com suavidade, dado que um movimento vigoroso pode magoar ou provocar o inchaço destes tecidos sensíveis. Durante a massagem, evite pressionar a uretra (abertura de passagem da urina), já que pode causar irritação ou infecção.

 À medida que o bebé cresce, vai precisando de mais oxigénio, mas esse bebé em crescimento também está a comprimir os seus pulmões (e as costelas), tornando mais difícil fazer inspirações profundas.

 

 

Alívio para os pulsos

Para minimizar as dores do túnel cárpico:

• Sempre que sentir uma pontada à noite, mude de posição de dormir e tente elevar o braço com uma ou duas almofadas.

• Não durma com as mãos debaixo do corpo. Se acordar com dores ou dormência, tente mexer suavemente as mãos até desaparecer.

• Quando trabalhar ao computador, regule a altura da cadeira de modo a que os braços fiquem direitos desde o cotovelo até à ponta dos dedos à medida que vai escrevendo. Pondere tentar usar um teclado ergonómico especial e faça intervalos frequentes para esticar as mãos.

• Evite tarefas que requeiram movimentos forçados e repetitivos. Se a sua profissão exigir este tipo de movimento, tente usar bandas para os pulsos.

• Pense em fazer ioga, já que pode ajudar a aliviar a dor e a aumentar a resistência do pulso.

• Fale com o seu médico se nenhuma destas sugestões ajudar.

 

 

Nesta fase, os seres alienigenas começam a posicionar-se para o parto, e normalmente ficam de cabeça para baixo (e eles estão mesmo cefálicos! Ele tão encaixado que se tiver o nariz torto vai nascer com nariz de porco!). 

Por serem dois, já entrámos na fase da monitorização semanal! Consultas todas as semanas! Com direito a CTG! Que me enerva, porque detesto fazer!

 

A cabeça deles ainda é relativamente flexível, e os ossos não se fundiram completamente. Um dos motivos para isso é facilitar a passagem pelo canal do parto. Mas os ossos do restante do corpo estão ficando cada vez mais rígidos. A pele também perde o aspecto avermelhado e enrugado. 

Se for o primeiro filho, há mais hipóteses do bebé encaixar a cabeça nesta semana, pressionando seu colo do útero (isso acontece com cerca de metade das mães de primeira viagem).- Já disse que o puto está encaixadissímo? E as orelhas? Se estiverem tortas nasce-me um Dumbo! 

Para quem já teve outro filho, a previsão é que o encaixe aconteça uma semana antes do parto (em algumas mulheres o bebé só "desce" durante o trabalho de parto!).

E a versão simplificada há-de ser mais ou menos isto:

 

publicado por Ovelha Negra às 18:55

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15

17
20
22
23

24
25
28
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO