... o local onde grito sem medo, nem censuras...

06
Jan 14

Não pensie muito, não fiz grandes resoluções ou tireo conclusões.

Foi o ano do nascimento dos meus filhos, os seres mais especiais da minha vida, por quem dou a minha!

Foi um ano feliz nesse aspecto, e infeliz noutros, ou noutro.

Enfim, a minha mente ainda está baralhada, ainda não assentou, ainda me recuso a pensar, ou o cansaço da maternidade não me deixa tirar conclusões.

 

Sem perder muito tempo a pensar sobre isto, tenho sim algumas resoluções para 2014.

Depois de me descuidar de mim, depois de não me dar importância e de me sentir pouco importante para quem eu devia ser tanto, decidi dar-me às mudanças. Olhar para mim (por dentro e fora) terá que fazer as minhas delicias.

 

Vou parar de fingir uma felicidade que teima em me fugir entre os dedos (entre a proximidade de um esgotamento e a dúvida de uma depressão) e tratar da mesma.

 

Mudar a minha alimentação, mudar o exercicio físico, mudar a minha imagem, mudar o meu ser!

Ler mais, passear mais com os meus filhos e brincar mais com eles no chão (aqui já atingi!), ter a casa arrumada, fazer esta vida a 3 por mim. Sim, somos 4, mas essa é outra questão. Será debatida definitivamente quando eu estiver a 100% comigo mesma. Logo se vê o que se faz entretanto. Por enquanto só tenho cabeça para mim e para os meus bebés também não pode faltar!

 

Tenho dito.

publicado por Ovelha Negra às 23:24

Amanhã escrevo sobre isto. Hoje soaria a desrespeito.

publicado por Ovelha Negra às 15:30

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO