... o local onde grito sem medo, nem censuras...

03
Abr 10

Esqueci-me aqui de postar o famoso pedido!

Não um pedido de casamento, não sei, nem me interessa muito se esse surge. Tenho uma opinião bem formada do que é o casamento, e opinião essa que se tem vindo a formar à medida que venhoa  crescer. Claro que estas coisas mudam com as experiências de vida que vamos tendo, e são essas que nos vamos moldando, por isso já passei pela fase da festa da princesa, para o não querer absolutamente nada, para o se calhar faz sentido por uma série de razões logísticas e não só. Mas estas opiniões vão-se transformando e modificando, por isso pode ser que ainda altere a minha visão.

 

No entanto este post não é dedicado a este tema, mas a outro, a outro pedido.

Na semana passada fui pedida em namoro!

Não estão a perceber a não pertinência deste pedido! Para que percebamos do que se trata, nós vivemos juntos há ano e meio, mais 1 ano de uma suposta relação, mais uns meses de partilha com outras. Enfim, na verdade a nossa história já passa os 3 anos, se bem que nem sempre de exclusividade, no entanto, leram a parte em que escrevi que vivemos juntos há ano e meio?

Nunca o tratei como meu namorado, no inicio por imposição dele, e depois na verdade acabei por me habituar a este estilo de vida sem rótulos (palavra dele que passeia  usar como minha!). Quando decidimos viver juntos, colocou-se-me outro dilema, ora se viviamos juntos, não éramos namorados, mas também não éramos casados, o que seríamos? Passei a assumir para quem quisesse ouvir que era o senhor que mora lá em casa! Adoro por amor deste termo, porque também tem graça e porque no fundo é a verdade! Muitas vezes ainda me refiro ao N como o meu amigo, e é assim que o apresento muitas vezes. Coisa que o tem irritado por demais, mas não é por mal, é por ser a mais pura das verdades. E se foi ele que não quis o rótulo namorado, estão a imaginar a minha cara quando me pede vezes repetidas em namoro! Vezes e vezes sem conta, enquanto eu ía perguntando o porque e onde estava a razão de tal pedido que não me estava a fazer qualquer sentido!

Começou-me a repetir que estava a falar muito a sério, e que queria que eu o levasse dessa forma!

Acabou por me responder à razão, dizendo que queria ser meu namorado porque me amava, e porque queria ficar comigo para sempre, que sabia ser isso o que queria.

O que é que não funciona em condições neste rapaz? Então leva este tempo todo para perceber isto e decide já fora de tempo o pedido de namoro?

E é esta a vida que me vou propondo na verdade, sem me fazer sentido nenhum este dito namoro. Gostava muito mais quando íamos passear os dois e eu dizia que íamos "amizar", termo que ele nunca gostou, mas afinal que fazem dois amigos? Agora bate o pé que nem criança a dizer que vamos namorar, NAMORAR V., diz ele, NAMORAR, porque agora somos namorados!

 

 

 

publicado por Ovelha Negra às 13:31
tags:

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
14
16
17

18
19
20
21
23

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO