... o local onde grito sem medo, nem censuras...

10
Mai 10

... enfiou-se de fininho so sofá onde eu dormia. Pôs-se ao meu lado debaixo do edredon. Disse que tinha dormido mal toda a noite e que precisava que o abraçasse. Disse-me vezes sem conta que me amava e que me queria para sempre no meio de mais umas desculpas.

Não posso mentir, derreti-me quando os pés se tocaram e entrelaçaram.

Tentei resistir ao máximo a que as minhas mãos lhe tocassem... mas quando saí vencida foi impossível resistir mais...

 

Não ficou assim, à noite tive que lhe repetir dizer que há coisas que simplemente nunca vou esquecer, e que muitas vezes é bem mais confortável para mim fazer a piada do que derramar umas lágrimas. Disse-lhe que se alguém tem que se sentir desconfortável é ele. E sim, pode sentir toda a frustração porque há mesmo razão para a sentir.

 

Hoje estamos mais calmos, novamente mais felizes, porque isto tem sido mesmo assim, um carrocel de sentimentos.

Hoje voltámos a ter planos a longo prazo.

Diz que quer casar e ter filhos... bem, não consigo comentar... porque na verdade isto é muito sério... e sei bem que não é pessoa de coisas assim tão sérias...

 

 

Voltei à minha cama, ao meu peitinho e ao meu descanso feliz!

publicado por Ovelha Negra às 10:13
sinto-me: num carrocel

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
28

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO