... o local onde grito sem medo, nem censuras...

11
Mai 09

Chegar a casa foi de uma doçura impressionante. Não posso passar os dias a apontar cruzes nos sítios errados e  não vangloriar-e quando me surpreendes e me fazes adorar voltar a casa!

O beijo doce que me deste assim que me abriste a porta, mesmo sem dares conta derreteu-me.

Depois de largadas as coisas, e a correr para um banho que tinha que ser rápido pelo facto da minha criança fazer 7 anos, sucedeu-se uma situação que me deu uma extrema vontade de te agradecer. O tempo que perdes-te a tocar-me, a beijar-me e acariciar-me, o tempo que perdes-te com os teus lábios em mim... era o que eu precisava. Era disto que tinha saudades... e superas-te as expectativas.

A casa estava um mimo. Perdes-te do teu tempo a arrumar, limpar, organizar... estava perfeito doce. Foste a pormenores, e essas são das melhores provas de amor que podes dar. Não te limitas-te a passar um pano por cima, deixas-te que me surpreendesse com os pormenores que foram tua preocupação. São estas coisas que me fazem amar-te e fazem dissipar-se algumas coisas na minha cabeça.

Se não me engano, isso foi pensado por ti, a modos que te preparas-te no fim de semana. Esta atenção toda, este carinho e atenção excitaram-me. E não há palavra mais correcta, foi excitada que me deixas-te.

Deixei perder-me em ti, deixei que te perdesses em mim e me procurasses como quisesses. O desejo que ías fazendo aumentar em mim era algo que há muito não sentia.

Foi perfeito o que se passou, foi sensual, excitante, fizémos um amor louco, bastante wild. Digno de ser registado, vontade não me faltou...

Acabei a noite, bem antes de adormecer disse-te baixinho ao ouvido, algo que é o mais puro que temos. És extremamente especial pelas poucas vezes que digo que te amo. Não por não o sentir, mas a importância aumenta pelo não banalizar da palavra. Experimenta repetir uma palavra vezes sem conta. Vai perder a importância e o verdadeiro significado... experimenta dizê-la pontualmente, quando te é de todo impossível contê-la no teu peito... o seu significado explode!

Transfomam-se em bombas de amor!

publicado por Ovelha Negra às 13:06
sinto-me: apaixonada

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO