... o local onde grito sem medo, nem censuras...

16
Jul 12

Passas anos da tua vida a querer crescer. Querer ser adulto e fazer tudo o que quiseres. vais crescende, vais criando e solidificando amizades que percebes que são para a vida. Sais à noite, danças, ouves músicas que odeias só para estares com os amigos. Bebes, bebes muito, apanhas algumas (...) bebedeiras. Relembras vezes sem conta figuras tristes. Entras para a faculdade, começas a trabalhar. Decides começar a viajar com amigos. Sonhas, compras o bilhete. Fazes um interrail, vais a Milão ou Amesterdão. Fumas as drogas legais em cada país. Fartas-te de rir, na altura e a cada vez que falas disso. Percebes que cada vez mais tens histórias para contar. Queres mais momentos desses, mas percebes que a vida avança também, e muda, e não é só cafés... percebes também que poderás ter estes ou outros momentos para sempre! Decides juntar trapinhos com alguém que amas, decides casar. assistes a todos os teus amigos a crescer também. Uns também casam, outros emigram, outros engravidam. Aproximas-te dos 30, e sentas-te a pensar no que julgavas fazer quando esta idade tivesses! Estás satisfeito. Porque é diferente, mas a sensação de realização está presente. Decides ter um filho. Um dia quem saiba. És feliz, porque apesar de tudo, apesar da dor que também já foi sentida, apesar de momentos de sufoco e bastante dificeis de gerir, és feliz. Porque tal como há 15 anos atrás, hoje continuas a ser tu, e continuas a ter à tua volta a estrutura que te sustenta, apesar de diferente. Percebes que apesar de tudo, a tua vida é feliz!

publicado por Ovelha Negra às 13:45

Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

19
21

22
23
24
27
28

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO